Area de lazer 2016

Area de lazer do Sindicato, disponível aos Associados e seus dependentes, a temporada de verão será de novembro de 2016 a Março de 2017, informações, telefone fixo; 3307 6373, 91198998 (Claro), 84839324 (Oi), 81 31 3749 (Tim) e 9701 7102...

Sindicato paralisa atividades amanhã, 11/11, Dia Nacional de Greve

O Sindicato da Alimentação de Pelotas  não irá funcionar nesta sexta, 11/11, tendo em vista a GREVE NACIONAL em defesa dos direitos, contra  desmonte do Estado e contra o retrocesso que esse governo representa.  Por esses motivos, estamos mobilizando os trabalhadores e trabalhadoras de todos os setores para juntar-se a nós:   – Contra a Reforma da Previdência – que aumenta a idade mínima da aposentadoria para 65 anos, para mulheres e homens, penalizando especialmente quem começou a trabalhar cedo e os jovens que ainda não entraram no mercado de trabalho;   – Contra a PEC 55 (PEC 241) – projeto que tramita no Senado e que congela por 20 anos os investimentos em serviços públicos essenciais à população, como Saúde e Educação;   – Contra a Reforma Trabalhista – que retirar direitos como FGTS, Férias, 13º, licença-maternidade e paternidade, auxílio creche e outras garantias, e aumenta as terceirizações, permitindo a contratação com salários mais baixos, condições precárias de trabalho e sem nenhum direito trabalhista!   – Contra a entrega do Petróleo do Pré-Sal a empresas estrangeiras. O Pré-Sal é do povo brasileiro e seus recursos devem ser investidos em benefício da população, como Saúde e Educação! Não podemos permitir que esta riqueza seja entregue aos estrangeiros!   – Em defesa da Educação​ – pública, universal e de qualidade. Não à reforma do Ensino Médio!...

Participe da paralisação amanhã-sexta-11/11 em defesa das leis trabalhistas e da Previdência Pública

De acordo com o presidente do Sindicato da Alimentação de Pelotas, Lair de Mattos, da paralisação amanhã, o objetivo é aumentar a pressão contra a reforma da Previdência, o desmonte da CLT, a terceirização sem limites, a PEC 55 que congela os gastos em saúde e educação por 20 anos (aprovada como PEC 241 na Câmara) e as privatizações. Os protestos visam também defender o pré-sal e a Petrobras e combater a MP 746, que reforma o Ensino Médio, e o PL 190/15, que prevê a escola com mordaça. Programação: 8h: Concentração no centro de Pelotas com mateada e panfletagem 10h: Ato do Dia Nacional de Greve em Pelotas: Nenhum Direito a Menos – No Mercado Público de Pelotas 12h: Marcha dos Trabalhadores de Pelotas 18h Ato público no Largo do Mercado Público com caminhada ao...